Banner das notícias

Setor de alimentos e bebidas tem plano de ação para conquistar mercado externo

noticia4

 

O Plano de Ação Setorial do Setor de Alimentos e Bebidas foi lançado pela CNI, por meio da FIEMG, no dia 08/05, em Belo Horizonte, na sede da entidade mineira. A iniciativa tem como objetivo fomentar a competividade da indústria e aumentar a participação das empresas no mercado externo através de parcerias estratégicas, negócios e investimentos. O plano é resultado da parceria entre CNI, por meio da Rede CIN, Sebrae (Nacional e Estaduais) e Apex-Brasil.

Para o superintendente de Assuntos Estratégicos e Internacionais da Fiemg, Marcos Mandacaru, o consumidor internacional não vê o produto brasileiro na mesa e este é o desafio do País. “O Brasil é uma potência agrícola, mas ainda não é reconhecido como produtor de alimentos e bebidas”, destaca.

Ele explica que o país tem vantagens competitivas relevantes como a oferta diversificada de insumos, um robusto mercado consumidor e demanda externa. Mas, convive com desvantagens competitivas como o alto custo de fretes, dificuldades de penetração nas etapas mais avançadas das cadeias de fornecedores mundiais, a deficiência de marketing e fragilidades em segmentos de maior rentabilidade.

“Somos um país de dimensões continentais e com o grande desafio de trabalhar de forma integrada”, diz Sarah Saldanha, gerente de Serviços e Internacionalização da CNI. Para ela, a tarefa das instituições é construir pontes, por meio de parcerias, para mostrar o caminho da exportação duradoura. “É preciso fidelizar o cliente e não abandoná-lo quando o mercado interno estiver aquecido”, ressaltou.

Segundo a gerente do Centro Internacional de Negócios (CIN), Rebecca Macedo, o Plano contempla atividades de capacitação, estudos e inteligência comercial, oficinas com especialistas, missões prospectivas e encontros de negócios no Brasil e no exterior. “Mais de 100 empresas serão atendidas em 21 Estados. O empresário, ao se inscrever neste programa, terá condições de participar de uma trilha de atividades encadeadas para que o conhecimento acumulado ao longo do processo possa ser aplicado na fase seguinte“.

Para isso, as ações contam com parceiros estratégicos: CNI através das Federações de Indústrias, Sebrae (nacional e estaduais), Apex-Brasil e o EEN – Enterprise Europe Network.

 

Fonte:
http://www7.fiemg.com.br/noticias/detalhe/setor-de-alimentos-e-bebidas-tem-plano-de-acao-para-conquistar-mercado-externo

Divisão

Outras Notícias

noticia3

Clientes descobrem origem de alimentos no reflexo do espelho

noticia2

Governo assina acordo para ampliar consumo de alimentos

noticia1

Embrapa quer parceria para produzir bebida pró-biótica

Máscara do footer
Produto
×